Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

Eu nasci na serra de Soajo e Adrão é o meu berço. É um berço de granito e os lençóis são bordados com as mais belas flores de ericas, de carquejas, de urzes e muitas outras. Caminhem comigo e vejam

Eu nasci na serra de Soajo e Adrão é o meu berço. É um berço de granito e os lençóis são bordados com as mais belas flores de ericas, de carquejas, de urzes e muitas outras. Caminhem comigo e vejam

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

A foto do cabeçalho mostra uma creche de vitelos no alto da Derrilheira - serra de Soajo

Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs. É só abrir e espreitar



Piquenique nas Fontes, em Adrão

Último piquenique da Maria Bondeira comigo

Último sorriso da Maria Bondeira para mim


Regresso a Casa, 2015


Clicando nesta foto, podem ver as restantes que compõem o Album Regresso a Casa, com fotos dessa minha passagem por Adrão no meu regresso, rumo a Lisboa, em 2015. Também podem clicar na setinha do Flicker e ver as fotos em slideshow


06
Abr08

101 Anos

Luiz Franqueira - Ventor

101 anos foi a meta atingida hoje.

101 anos são os anos que assiste, impávida e serena, aos últimos sorrisos de Adrão. Um dia não vai haver ninguém para a recordar, mas nas Catacumbas da Net, aparecerá um lugar sem ninguém, sem futuro, sem sorrisos - chamado Adrão - e com uma rosa sem sorriso, a não ser que eu tenha a sorte de a voltar a encontrar.

 

Tiveram o cuidado de me enviar uma foto por telemóvel e que eu não tive a sorte de saber guardar entre milhares. Muitos milhares de fotos, no meio das quais andam à deriva 2 ou 3 suas.

 

Mas para você, tia Rosinha Félix, há sempre uma foto! A foto que representa todas as rosas! E, mesmo que eu não volte a encontrar as suas fotos, nenhuma outra a representará melhor que esta que eu vou arranjar para a representar.

 

 

Uma rosa de Adrão, representada por uma rosa de todo, ou quase, todo o Mundo

 

Também não sei se alguém lhe vai entregar o beijinho que lhe deixo aqui, mas sei que você sabe que eu, aqui, a milhares de kms de distância, não me vou esquecer de comemorar os seus anos com um scotch! Sós! Eu, você, Adrão e o scotch, juntos num pequeno copo para a eternidade.

 

Feliz aniversário tia Rosinha Félix.

 

Espero que, para o ano, já tenha uma foto sua para mostrar ao mundo que, em Adrão, também se chega e passa os 100 anos.

 

Muitos beijinhos do Ventor, da dona do Quico e do meu Quico que também já ouviu falar em si

Bjs..

 

Em Adrão também há flores lindas. São elas que embelezam as montanhas do Ventor, nas suas caminhadas

Ventor, nas suas caminhadas | Divulga também a tua página

06
Abr07

Rosa é o seu nome

Luiz Franqueira - Ventor

Chamam-lhe Rosinha, à "tia" Rosinha Félix.

Foi assim que eu sempre lhe ouvi chamar. Foi assim que eu sempre gostei de lhe ouvir chamar e é assim que eu lhe vou chamar hoje:

 

«PARABÉNS TIA ROSINHA FÉLIX!

 

 

Coloco-lhe aqui duas flores das nossas Montanhas Lindas. Eu chamo-lhes flores de resistência, porque resitiram ao pavor e, poucos dias depois, ei-las perante o nosso amigo Apolo e perante o Ventor

 

Pela primeira vez na minha vida tenho oportunidade de dar os parabéns a alguém que faz 100 anos. 100 ANOS!!!

 

E eu que tenho um plano apenas para os 90! Não vou ter ninguém a dar-me os parabéns pelos meus 100 anos de sonho. Nem sonhando!

 

Mas você tem, certamente, os parabéns de toda a gente de Adrão. Pelo menos aqueles que sabem e eu sei porque mo disse em Agosto, quando fizemos um pézinho do vira num passeio dos Arcos.

 

Toda a gente de Adrão, no seu regresso ao ninho, recordará sempre o seu sorriso e os seus braços estendidos e aposto que todos gostaremos que isso continue por mais uns aninhos.

Eu sei porque você me disse que gostaria de fazer os 100 anos na sua terra, na sua casinha, mas a vida moderna não nos permite esses luxos.

 

Estará longe, embora eu não tenha a certeza se foi possível realizar o seu sonho de vir fazer os 100 anos em mais um "Abril au Portugal". Mas seja onde for, aqui ou na terra do tio SAM, junto da sua família, tenho a certeza que eles serão bem passados. Estará rodeada de familiares e amigos em qualquer dos lados e outros, afastados de si como eu, também estaremos presentes em espírito a seu lado.

 

Gostaria de colocar aqui uma foto sua mas infelizmente não lha tirei em Agosto  mas prometo que para a próxima não passará.

 

Quando voltar a Adrão, lá ou nos Arcos, espero reencontrar o seu sorriso e a sua boa disposição e voltaremos a abraçar-nos com toda a amizade de sempre.

 

Feliz aniversário tia Rosa.

 

 

 Como esse amigo eu andarei á sua volta e comerei do seu bolo

 

A partir de hoje, vamos prepara-nos para os 101. Muitos beijinhos tia Rosa.

 

 

Em Adrão também há flores lindas. São elas que embelezam as montanhas do Ventor, nas suas caminhadas

Ventor, nas suas caminhadas | Divulga também a tua página

luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico

Sou eu e o meu Quico. Éramos amigos inseparáveis. O Senhor da Esfera levou-mo e, três anos depois, o mesmo Senhor da Esfera, enviou-me o Pilantras

Ticas2.jpg

Pilantras - o Ticas

O Pilantras também é lindo. A seu modo, já não fica a dever nada ao Quico. O Quico corria a meu lado a ver qual chegava primeiro ao computador. O Pilantras vai pela sucapa e ocupa a cadeira

Este é o Link da minha

Grande Caminhada

Caminharei por aqui, hoje e sempre, com o meu velho Quico na cabeça e o meu Ticas a meu lado

Ticas1.jpg

Ticas

O Cão Sabujo de Soajp

2017-09-15 14-22-58_0096.jpg

Este é o cão Sabujo de Soajo

Este cão é aquele a que hoje chamam o cão de Castro Laboreiro. Era o cão que as gentes de Soajo, segundo rezam as suas histórias e o Prof. Jorge Lage, pagavam em tributo aos reis de Portugal. Esse cão acompanhava os monteiros de Soajo nas guardas dos rebanhos e nas montarias reais

O lobo cinzento

Irei falar, por aqui da serra de Soajo e também dos seus lobos e das suas montarias ao lobo, as únicas em que participei como observador, ainda criança. Sabemos que o lobo ibérico é uma subespécie do lobo cinzento mas também sabemos que é um animal fabuloso

16726778_eS0z4.jpg

Falar da serra de Soajo, na qual continuo a caminhar em sonhos, não é só falar de lobos mas, também, falar das suas flores e, escolho para as representar a primeira de todas, as ericas...

DSC03018.jpg

... e depois esta Gentiana azul, esta bela flor azul, aparecida na Corga da Vagem, depois de não haver cabras por lá

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.