Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

Eu nasci na serra de Soajo e Adrão é o meu berço. É um berço de granito e os lençóis são bordados com as mais belas flores de ericas, de carquejas, de urzes e muitas outras. Caminhem comigo e vejam

Eu nasci na serra de Soajo e Adrão é o meu berço. É um berço de granito e os lençóis são bordados com as mais belas flores de ericas, de carquejas, de urzes e muitas outras. Caminhem comigo e vejam

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

A foto do cabeçalho mostra uma creche de vitelos no alto da Derrilheira - serra de Soajo

Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs. É só abrir e espreitar



Lobo na serra de Soajo

Piquenique nas Fontes, em Adrão

Último piquenique da Maria Bondeira comigo

Último sorriso da Maria Bondeira para mim

21
Nov07

Saudades de Adrão

Luiz Franqueira - Ventor

Tenho dado várias caminhadas, por rios e vales, montanhas de város tipos, mas nada como continuar a caminhar pelas encostas das minhas montanhas lindas e cumprimentar, com um simples olá, todos os meus amigos de sempre.

 

Todas aquelas Belezas de Sempre! (as fotos já sumiram).

 

A minha vida foi e continua a ser marcada por dois períodos fabulosos: os primeiros 15 anos passados pelas minhas montanhas lindas, entre verdadeiros companheiros de jornada e por 26 meses de África (Moçambique). São dois tempos que me marcaram para sempre e suplantaram todos os outros que considero banais nesta minha caminhada pela terra, rebocado pela mão do Senhor da Esfera, até Ele querer.

 

Entretanto, enquanto a minha caminhada se continua a realizar, eu continuo a sonhar com os primórdios da minha existência e, mesmo sonhando, continuo a caminhar entre essas maravilhas de um mundo distorcido.

  

Foram os primeiros 15 anos que me moldaram para sempre e foram 26 meses fabulosos de uma vida dinâmica cheia de novidades permanentes numa terra bela como é Moçambique e especialmente os Planaltos do Niassa.

 

Por isso, para todos que vão passando por aqui e não são poucos, mesmo que não digam nada, vou continuando a espalhar por este mundo virtual as coisas mais simples e, por isso, as mais belas, com as quais há sempre quem se identifique.

Em Adrão também há flores lindas. São elas que embelezam as montanhas do Ventor, nas suas caminhadas

Ventor, nas suas caminhadas | Divulga também a tua página

1 comentário

Comentar post


luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico

Sou eu e o meu Quico. Éramos amigos inseparáveis. O Senhor da Esfera levou-mo e, três anos depois, o mesmo Senhor da Esfera, enviou-me o Pilantras

Ticas2.jpg

Pilantras - o Ticas

O Pilantras também é lindo. A seu modo, já não fica a dever nada ao Quico. O Quico corria a meu lado a ver qual chegava primeiro ao computador. O Pilantras vai pela sucapa e ocupa a cadeira


Este é o Link da minha

Grande Caminhada

Caminharei por aqui, hoje e sempre, com o meu velho Quico na cabeça e o meu Ticas a meu lado

Ticas1.jpg

Ticas


O Cão Sabujo de Soajp

2017-09-15 14-22-58_0096.jpg

Este é o cão Sabujo de Soajo

Este cão é aquele a que hoje chamam o cão de Castro Laboreiro. Era o cão que as gentes de Soajo, segundo rezam as suas histórias e o Prof. Jorge Lage, pagavam em tributo aos reis de Portugal. Esse cão acompanhava os monteiros de Soajo nas guardas dos rebanhos e nas montarias reais


lobo-iberico.jpg

O lobo-ibérico

Irei falar, por aqui da serra de Soajo e também dos seus lobos e das suas montarias ao lobo, as únicas em que participei como observador, ainda criança. Sabemos que o lobo ibérico é uma subespécie do lobo cinzento mas também sabemos que é um animal fabuloso


DSC03018.jpg

Esta Gentiana azul, esta bela flor azul, apareceu na Corga da Vagem, depois de não haver cabras por lá

Mais sobre mim

foto do autor