Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

Eu nasci na serra de Soajo e Adrão é o meu berço. É um berço de granito e os lençóis são bordados com as mais belas flores de ericas, de carquejas, de urzes e muitas outras. Caminhem comigo e vejam

Eu nasci na serra de Soajo e Adrão é o meu berço. É um berço de granito e os lençóis são bordados com as mais belas flores de ericas, de carquejas, de urzes e muitas outras. Caminhem comigo e vejam

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

A foto do cabeçalho mostra uma creche de vitelos no alto da Derrilheira - serra de Soajo

Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs. É só abrir e espreitar



Lobo na serra de Soajo

Piquenique nas Fontes, em Adrão

Último piquenique da Maria Bondeira comigo

Último sorriso da Maria Bondeira para mim

20
Out04

Adrão uma Aldeia na Montanha

Luiz Franqueira - Ventor

Uma aldeia na montanha quase no fim do Mundo - Minho, Portugal!

 

 

Lugar de Adrão

 

Esta é uma terra de sonhos. Com ela, sonham todos aqueles que tiveram de a abandonar e partir para o mundo. Hoje, em todos os cantos do mundo, em todos os continentes, as gentes de Adrão choram a sua saudade.

  

 

Adrão, muitos anos atrás

 

Ainda se notam no monte, ao cimo da Barreira, os trilhos ou carreiros abertos pelas cabras que desde a aldeia subiam até à Pedrada. As cabras saíam das cortes e encaminhavam-se, monte acima, até ao alto da Derrilheira, que se vê lá em cima, de onde seguiam pela corga da Vagem ou pela Serrinha e Fonte das Forcadas, até à Pedrada, o monte mais alto da serra de Soajo. Era a vezeira! As pessoas revezavam-se para guardar as cabras dos ataques dos lobos. Normalmente eram duas pessoas que subiam a serra com elas, todos os dias, voltando a descer ao aproximar da noite.

Em Adrão também há flores lindas. São elas que embelezam as montanhas do Ventor, nas suas caminhadas

Ventor, nas suas caminhadas | Divulga também a tua página

3 comentários

Comentar post


luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico

Sou eu e o meu Quico. Éramos amigos inseparáveis. O Senhor da Esfera levou-mo e, três anos depois, o mesmo Senhor da Esfera, enviou-me o Pilantras

Ticas2.jpg

Pilantras - o Ticas

O Pilantras também é lindo. A seu modo, já não fica a dever nada ao Quico. O Quico corria a meu lado a ver qual chegava primeiro ao computador. O Pilantras vai pela sucapa e ocupa a cadeira


Este é o Link da minha

Grande Caminhada

Caminharei por aqui, hoje e sempre, com o meu velho Quico na cabeça e o meu Ticas a meu lado

Ticas1.jpg

Ticas


O Cão Sabujo de Soajp

2017-09-15 14-22-58_0096.jpg

Este é o cão Sabujo de Soajo

Este cão é aquele a que hoje chamam o cão de Castro Laboreiro. Era o cão que as gentes de Soajo, segundo rezam as suas histórias e o Prof. Jorge Lage, pagavam em tributo aos reis de Portugal. Esse cão acompanhava os monteiros de Soajo nas guardas dos rebanhos e nas montarias reais


lobo-iberico.jpg

O lobo-ibérico

Irei falar, por aqui da serra de Soajo e também dos seus lobos e das suas montarias ao lobo, as únicas em que participei como observador, ainda criança. Sabemos que o lobo ibérico é uma subespécie do lobo cinzento mas também sabemos que é um animal fabuloso


DSC03018.jpg

Esta Gentiana azul, esta bela flor azul, apareceu na Corga da Vagem, depois de não haver cabras por lá

Mais sobre mim

foto do autor