Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor


Piquenique nas Fontes, em Adrão

Último piquenique da Maria Bondeira comigo

Último sorriso da Maria Bondeira para mim


Regresso a Casa, 2015


Clicando nesta foto, podem ver as restantes que compõem o Album Regresso a Casa, com fotos dessa minha passagem por Adrão no meu regresso, rumo a Lisboa, em 2015. Também podem clicar na setinha do Flicker e ver as fotos em slideshow


15
Fev10

Uma Caminhada na Cova da Iria

Ventor

Na 6ª-feira passada, 12 de Fevereiro de 2010, dei uma saltada até Aveiro e à Gafanha da Nazaré.

No regresso, a Dona do Quico entendeu passar por Fátima, se o tempo nos permitisse. Assim foi!

Encostamos o carro e fomos entrando pela Cova da Iria e, mais uma vez, observamos os belos aposentos de nossa Senhora de Fátima que a todos recebe, pelo menos, aqueles que ainda têm esperança na sua ajuda. 

 

 

Nossa Senhora de Fátima na Capelinha das Aparições, onde conversa com o Ventor

 

Lembrei-me da minha gente de Adrão espalhada pelo mundo e fui-me recordando de, quando era pequeno, ver como recorriam a nossa senhora de Fátima para que Ela lhes desse a protecção que pretendiam.

Lembrei-me também de, quando andava na escola, a professora ir até à nossa capelinha para rezarmos o Terço e também me recordo da bela voz da professora Alexandrina, quando, com a Capela já cheia, começava a cantar:

 

A 13 de Maio,

Na Cova da Iria,

Apareceu brilhando,

A virgem Maria.

 

Avé, Avé,

Avé maria,

....

 

 

Almas de romeiros

Estas estátuas nesta rotunda de Fátima, representam todos aqueles que com Fé se dirigem todos os anos a Fátima - à Cova da Iria

 

E foi baseado nessas recordações que pensei que haverá muita gente que conhece a Senhora de Fátima, mas nunca viu o local onde Ela procurará atender os pedidos de cada um. Por isso, e porque entendo que muita dessa gente, a nossa e outras, gostariam de ver esse local, a Cova da Iria, deixo-vos aqui as fotos que tirei, nesse dia friorento, em que cheguei a pensar desistir de tirar as fotos pois andava com as minhas mãos geladinhas.

 

Mas as fotos foram tiradas num dia escuro e com ameaças diluvianas e por isso até parecem a preto e branco. Mas eu ainda espero encontrar a Senhora de Fátima num dia em que o meu amigo Apolo esteja presente para que tudo seja bem iluminado e depois vejam fotos com mais um pouco de dignidade colorida.

 

Se a nossa Senhora deixar, voltarei lá.

Em Adrão também há flores lindas. São elas que embelezam as montanhas do Ventor, nas suas caminhadas

Ventor, nas suas caminhadas | Divulga também a tua página

luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico

Sou eu e o meu Quico. Éramos amigos inseparáveis. O Senhor da Esfera levou-mo e, três anos depois, o mesmo Senhor da Esfera, enviou-me o Pilantras

Ticas2.jpg

Pilantras - o Ticas

O Pilantras também é lindo. A seu modo, já não fica a dever nada ao Quico. O Quico corria a meu lado a ver qual chegava primeiro ao computador. O Pilantras vai pela sucapa e ocupa a a cadeira

Este é o Link da minha

Grande Caminhada

Caminharei por aqui, hoje e sempre, com o meu velho Quico na cabeça e o meu Ticas a meu lado

Ticas1.jpg

Ticas

O Cão Sabujo de Soajp

2017-09-15 14-22-58_0096.jpg

Este é o cão Sabujo de Soajo

Este cão é aquele a que hoje chamam o cão de Castro Laboreiro. Era o cão que as gentes de Soajo, segundo o Prof. Jorge Lage, pagavam em tributo aos reis de Portugal. Esse cão acompanhava os monteiros de Soajo nas guardas dos rebanhos e nas montarias reais

O lobo cinzento

Irei falar, por aqui da serra de Soajo e também dos seus lobos e das suas montarias ao lobo, as únicas em que participei como observador, ainda criança. Sabemos que o lobo ibérico é uma subespécie do lobo cinzento mas também sabemos que é um animal fabuloso

16726778_eS0z4.jpg

Falar da serra de Soajo, na qual continuo a caminhar em sonhos, não é só falar de lobos mas, também, falar das suas floes e, escolho para as representar a primeira de todas as ericas...

DSC03018.jpg

... e depoi esta, a Gentiana azul, esta bela flor azul aparecida na Corga da Vagem, depois de não haver cabras por lá

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.