Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor


Piquenique nas Fontes, em Adrão

Último piquenique da Maria Bondeira comigo

Último sorriso da Maria Bondeira para mim


Regresso a Casa, 2015


Clicando nesta foto, podem ver as restantes que compõem o Album Regresso a Casa, com fotos dessa minha passagem por Adrão no meu regresso, rumo a Lisboa, em 2015. Também podem clicar na setinha do Flicker e ver as fotos em slideshow


29
Ago12

Adrão e a Pala

Ventor

Podem ver aqui algumas das fotos no Shutterfly http://caminharporadro.shutterfly.com/2974 das minhas caminhadas, em redor das minhas Montanhas Lindas.

 

Este ano, a semana que fui passar pelas minhas Montanhas Lindas correu bem e correu mal.

Correu bem porque trouxe comigo mais três membros para a família. A família some por um lado e cresce pelo outro. E, desse crescimento, faz parte uma nova sobrinha. A Jenny! Bem vinda ao seio da família Jenny.

Os outros dois membros, pertencem à classe dos primos e eu já sabia que existiam mas não os conhecia.

 

 
Um pormenor de Adrão observado por mim e pela minha máquina da estrada para Paradela

 

Mas não caminhei por Adrão, pelo núcleo velho, onde nasci e cresci. Coloquei a mão a fazer de pala, observei, mandei a minha máquina observar e chorei por dentro. Contentei-me com uma visita ao Senhor da Paz, onde tive o prazer de reencontrar parte da minha gente, companheiros das caminhadas do Ventor no dia 21 de Agosto, antes. Para além deles, tive ainda o prazer de encontrar a minha grande amiga Rosa, a esposa do meu velho amigo Verdegaio, já na companhia do Senhor da Esfera, o Senhor do Universo, se preferirem, aquela que velou pelos meus pés torcidos por mais de uma vez. Eu que julguei que nunca mais a via mas, ainda a abracei e, abraçando-a a ela, abracei todos aqueles que caminharam comigo  pela velha Adrão. Que Deus a conserve junto da sua família por mais uns bons anos, Rosa amiga e que ainda nos voltemos a ver por aí.

 

 
Um pouco de seca na Igreja de Soajo
 
 

 Juntinhos na Casa do Senhor, em Soajo

 

No dia 21 de Agosto entrei na Igreja de Soajo e pela mão do meu sobrinho Jack e da Jenny, nova sobrinha perante Deus, fui indicado para usar a Palavra do Senhor, pregando a Caridade. Bem ou mal li esse texto bíblico e bem ou mal fui castigado.

Fui castigado e não creio que fosse por utilizar a palavra do Senhor aéreamente, porque Ele sabe que eu estou com Ele.

 

 
O Ventor na Casa onde o Senhor da Esfera o recebeu pela primeira vez
 
 
Para os que não sabem, é linda a Casa do Senhor da Esfera, em Soajo

 

O que sei é que o meu amigo Apolo me tinha prometido bom tempo para subir à Pedrada e bem iluminado. Porém isso não aconteceu! Não aconteceu porque as fadas de Neptuno choraram tanto com a alegria de saberem que o Ventor ia determinado a subir até à Pedrada que ele não foi capaz de as parar. Assim, só nos restou a paciência de assistir impávidos e serenos porque estávamos no Reino das Chuvas.

Por mim aceitei e pronto! Mas fiquei chateado pelo meu amigo Eira-Velha porque terá feito alguns 100 km para ver mais de perto o Reino do Ventor. Não tivemos tempo para nada, nem para tirar uma foto juntos. Esquecimento! No entanto, demos uma caminhada por Soajo, bebemos o café, ... ele levou a pedra e eu fiquei com o lacão e o alvarinho, na estrada, no carro, abrigados da molha-tolos, mesmo em frente ao Senhor da Paz.

 

Espero que para a próxima tenhamos mais sorte.

Continuarei por aqui a dissertar sobre aquela semana em que estive perdido no "escuro".

 

 

 

 

Em Adrão também há flores lindas. São elas que embelezam as montanhas do Ventor, nas suas caminhadas

Ventor, nas suas caminhadas | Divulga também a tua página

luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico

Sou eu e o meu Quico. Éramos amigos inseparáveis. O Senhor da Esfera levou-mo e, três anos depois, o mesmo Senhor da Esfera, enviou-me o Pilantras

Ticas2.jpg

Pilantras - o Ticas

O Pilantras também é lindo. A seu modo, já não fica a dever nada ao Quico. O Quico corria a meu lado a ver qual chegava primeiro ao computador. O Pilantras vai pela sucapa e ocupa a a cadeira

Este é o Link da minha

Grande Caminhada

Caminharei por aqui, hoje e sempre, com o meu velho Quico na cabeça e o meu Ticas a meu lado

Ticas1.jpg

Ticas

O Cão Sabujo de Soajp

2017-09-15 14-22-58_0096.jpg

Este é o cão Sabujo de Soajo

Este cão é aquele a que hoje chamam o cão de Castro Laboreiro. Era o cão que as gentes de Soajo, segundo o Prof. Jorge Lage, pagavam em tributo aos reis de Portugal. Esse cão acompanhava os monteiros de Soajo nas guardas dos rebanhos e nas montarias reais

O lobo cinzento

Irei falar, por aqui da serra de Soajo e também dos seus lobos e das suas montarias ao lobo, as únicas em que participei como observador, ainda criança. Sabemos que o lobo ibérico é uma subespécie do lobo cinzento mas também sabemos que é um animal fabuloso

16726778_eS0z4.jpg

Falar da serra de Soajo, na qual continuo a caminhar em sonhos, não é só falar de lobos mas, também, falar das suas floes e, escolho para as representar a primeira de todas as ericas...

DSC03018.jpg

... e depoi esta, a Gentiana azul, esta bela flor azul aparecida na Corga da Vagem, depois de não haver cabras por lá

Mais sobre mim

foto do autor

Posts recentes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.