Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor

Adrão, na Grande Caminhada do Ventor


Piquenique nas Fontes, em Adrão

Último piquenique da Maria Bondeira comigo

Último sorriso da Maria Bondeira para mim


Regresso a Casa, 2015


Clicando nesta foto, podem ver as restantes que compõem o Album Regresso a Casa, com fotos dessa minha passagem por Adrão no meu regresso, rumo a Lisboa, em 2015. Também podem clicar na setinha do Flicker e ver as fotos em slideshow


13
Jun11

Continuo a Sonhar Contigo

Ventor

Já passaram uns anos e continuo a sonhar contigo.

 

 

Esta é a última imagem que eu te tirei

Hoje, nos teus 93 anos, depois de teres nascido, eu continuo a estar contigo. Sempre junto de ti, Teresa.

 

 

A outra maneira que tenho de te ver - uma bela flor, que pode ser uma rosa

 

Muitas vezes estás presente nas minhas caminhadas de sonhos. Já caminhaste comigo junto do Antar, esse cavalo branco que não me larga e que já me levou junto de ti algumas vezes e também do meu pai.

 

Já me levaste a passear, levitando sobre o Curral das Cabras e acompanhei-te até às portas do Paraíso dentro de umas muralhas onde estava o Antar esse lindo cavalo que, em sonhos, procura estar sempre presente. Ele queria que eu entrasse para ficar e tu ralhavas comigo para não entrar que aquele ainda não era o meu mundo. O meu mundo era aqui. Foi um sonho em que tu me apareceste florida em imagens que nunca esquecerei.

 

Eu sei que tu batias-me muito quando eu era pequeno, mas também sei que, se havia alguém neste mundo que adoravas, esse alguém era eu. Disso não tenho dúvidas!

 

Hoje lembrei-me de ti. Lembro-me sempre!

Hoje, se ainda caminhasses por aqui, a nosso lado, terias, neste dia de Stº António os teus 93 anos. O meu malmequer amarelo lembrou-se de ti e pediu-me para te escrever algo que tu saberias que não estarias esquecida. Claro que sabes! Sabes que nunca te esquecemos e, se isso acontecesse, o Stº António está incumbido de me recordar sempre e sei, também, que será Ele, o nosso Stº António, que te irá ler este postalzito. Vai lê-lo com o mesmo afinco com que lêem, cá na terra, o seu responso.

Ele recordar-te-à que hoje é o vosso dia e também o dia do Ventor, porque é o dia da sua mãe.

Santo António, S. João, a Senhora da Peneda, ... todos estarão contigo, por ti e pelo Ventor (aquele a quem sempre chamaste Luis).

Nós, também estamos.

Em Adrão também há flores lindas. São elas que embelezam as montanhas do Ventor, nas suas caminhadas

Ventor, nas suas caminhadas | Divulga também a tua página

2 comentários

Comentar post

luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico

Sou eu e o meu Quico. Éramos amigos inseparáveis. O Senhor da Esfera levou-mo e, três anos depois, o mesmo Senhor da Esfera, enviou-me o Pilantras

Ticas2.jpg

Pilantras - o Ticas

O Pilantras também é lindo. A seu modo, já não fica a dever nada ao Quico. O Quico corria a meu lado a ver qual chegava primeiro ao computador. O Pilantras vai pela sucapa e ocupa a a cadeira

Este é o Link da minha

Grande Caminhada

Caminharei por aqui, hoje e sempre, com o meu velho Quico na cabeça e o meu Ticas a meu lado

Ticas1.jpg

Ticas

O Cão Sabujo de Soajp

2017-09-15 14-22-58_0096.jpg

Este é o cão Sabujo de Soajo

Este cão é aquele a que hoje chamam o cão de Castro Laboreiro. Era o cão que as gentes de Soajo, segundo o Prof. Jorge Lage, pagavam em tributo aos reis de Portugal. Esse cão acompanhava os monteiros de Soajo nas guardas dos rebanhos e nas montarias reais

O lobo cinzento

Irei falar, por aqui da serra de Soajo e também dos seus lobos e das suas montarias ao lobo, as únicas em que participei como observador, ainda criança. Sabemos que o lobo ibérico é uma subespécie do lobo cinzento mas também sabemos que é um animal fabuloso

16726778_eS0z4.jpg

Falar da serra de Soajo, na qual continuo a caminhar em sonhos, não é só falar de lobos mas, também, falar das suas floes e, escolho para as representar a primeira de todas as ericas...

DSC03018.jpg

... e depoi esta, a Gentiana azul, esta bela flor azul aparecida na Corga da Vagem, depois de não haver cabras por lá

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.